segunda-feira, 9 de setembro de 2019

The smiling moon!














.
Just change the way you see!
What really makes you smile?
I think our hearts have style!
And the drawings of the soul that we can only see?

Look at full moon, look at me please!
I wanted to hear your laughter!
Something would have to change!
Sorry I love writing like you.

The sun, the rainbow , the rain,
The Butterfly, the birds, the smiling moon,
The light touches your eyes soon.
The life is fast as a train!

Blue Dream, Cotton Candy, Dream Candy,
Don't you like my world?
If you don't like it! If you don't like it!? 
 So why did you mark me so much?

Quandoolhasalua/acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=345544 © Luso-Poemas

domingo, 8 de setembro de 2019

Quando o sol se deita à chuva cai!













.
Aprecio o tocar  do sol, reluzente! 
Ele é artista  de chama ardente, 
Fica  perfeito no tempo dourado, 
Pensamentos, amar , mar, se cruzam os ventos! 

Voo o dia todo na palavra  ser! 
Se torna tão simples fazê-lo, o sol tão reluzente , 
E tudo tão a condizer na mente, 
Sussurra o mar algo que não se pode ver! 

Sussurra suave no nosso ouvido, 
E os pensamentos enrolam versos na areia, 
 Tem sentido!? Não te esqueças do nosso sentido! 
e enrolo os meus versos mais um pouco  até chegar  a ti(…) 

 Uma pena, tinta e mais um poema! 
Mais uma folha, tantas outras folhas! 
Penso, repenso e este é o tema
 Que só na saudade é que se lê! 

Sussurra suave no nosso ouvido, 
E os pensamentos enrolam versos na areia, 
 Tem sentido!? Não te esqueças do nosso sentido! 
e enrolo os meus versos mais um pouco  até chegar  a ti(…) 


Quandoachuvacai/acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=345530 © Luso-Poemas


quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Soletrando o amor!










Não percas está página! 
Eu digo que são  versos do nosso coração! 
As vezes parece que a caneta imagina
E estabelecemos a sintonia na canção. 

Eu sei, eu amo a nossa letra, 
fazes sentido na mente, 
Sabes o que dizer quando o amor soletra? 
 E quando os nossos olhares se tocam tão rente!? 

E quando tudo chega de repente? 
E quando o coração dispara? 
E quase grita o que sente? 
E quando tudo faz sentido e tudo pára !? 

Eu sei, eu sublinho partes da letra, 
Que para mim é o que faz sentido na mente, 
Sabes o que dizer quando o amor soletra? 
 E quando nossos olhares se tocam tão rente!? 

E quando tudo chega de repente? 
E quando o coração dispara? 
E quase grita o que sente? 
E quando tudo faz sentido e tudo pára!? 

Não sei, não sei  o que aí vem, 
São alegrias e lágrimas de vida! 
Metade de mim está bem! 
E a outra metade está perdida(…)

Quandoachuvacai/acor 

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=345353 © Luso-Poemas

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Something with love!



Give me a pill!
I want Just to forget,
Even if it sounds like chilly,
I will reset! 

Something to forget,
Something with love, with love !
Something that works, 
I want a pill to forget, pill to forget! pill to forget! 

You draw birds in my heartI
I want a pill to remember, a pill to remember, a pill to remember. 
love is a work of art! 
It beautiful to see you pass in my mind! 

I don’t repeat! 
I don’t repeat! 
I repeat love… 
I will repeat more how many times? 

My life, 
I want one more pill! 
One more pill, 
and I love you all my life! 
.
Quandoosolreluz/acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=345260 © Luso-Poemas

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

E olhou devagar


Hoje diz que não vai olhar para ela,
Mesmo achando ela linda demais, 
Verdade é impossível fugir dela, 
Voar sem sentir os vendavais!

Juntos em todo lado inspiração,
De saltos altos que chique,
Cheio de velas no céu, canta o coração!
E Pisca o olho e lança setas e não é tique! 

Como não olhar para ela tão bonita, 
Tão grande, amarela como o ouro, 
De camisa de noite estrelada no canto um louro, 
Como não olhar para ela tão bonita!? 

Tudo lembrará o amor cravado nos corações, 
Uma luz radiante tocando o pensamento, 
Pensamentos cruzados com delírio e inspirações, 
Olha para ela devagar. devagarinho e fecha os olhos no momento(…)

Quandoolhasalua/acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=345174 © Luso-Poemas

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Pluma Diamante!


 


O amor é a matéria prima da alma,
Olha a quantidade de obras  de arte,
O universo é uma  obra de arte,
Uma expressão  de chama e calma!

O sentimento não é tocável,
Não tem cor, não tem  forma possível!
Não se vê, é inspiração, expiração!
É assim que nos dá sentido ao coração!

O que o tempo fala é livre, somos livres,
Podemos voar se quisermos, sorrir sem parar!
Amar simplesmente, somente por amar!
Amar é forte, o amor é  forte até a morte.

E voando podemos sair do chão só em pequenos saltos,
O sentimento é um voo espontâneo,
Estamos soltos,  presos não! Shiu… agora não importa….
Asa direita , asa esquerda, asa direita, em simultâneo.

O que o tempo fala é livre, somos livres,
Podemos voar se quisermos, sorrir sem parar!
Amar simplesmente, somente por amar!
Amar é forte, o amor é  forte até a morte.

Aí amor, amor, amor é o que nos faz vencer,
Faço um infinito onde eu quiser,
Imaginar um infinito no céu  também é obra de arte!
O amor está solto e é uma Pluma diamante até à marte!

Quandoachuvacai/acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=345158 © Luso-Poemas


sábado, 10 de agosto de 2019

Manhã!











10.08.2019


Esta manhã estava colorida a meu ver sempre muito bonita,
Esta manhã estava calma! 
E calmamente perguntei aos ventos! 

Onde estás? 


E senti a teu estado calmo tal como a da manhã que iniciou, calma…
Mas não disseste mais nada, pois também não sabia o que iria ouvir, por isso 
imagino as tuas palavras como eu sou…
Acho que consigo ir onde quiser, nós conseguimos!? 

O dia estava chorando mas logo, abriu sorrindo! 
O dia estava já aberto para o espírito, ir ouvindo,
não podemos esquecer estes sorrisos, toda esta sensação! 
Parece um dia vulgar mas não é, ele diz, escuta o teu coração!

E eu acordei tão feliz porque tinha algo imenso por ti
registado, gravado! Quero sorrir versos para ti. 
Parece que nossos olhares ficaram cheios de medo, 
Fechados, tristes, gelados como um penedo!

Eu continuarei pendurado no céu cheio de emoção ,
Mesmo que me deixes pendurado eu fico só por ti
Eu amo-te tanto quem me dera ser o teu suspiro ao sol
E tuas lágrimas e todos os raios do sol no teu coração. 

Para além de escutar o meu coração quem me dera ouvir o teu, 
Só sei que hoje eu tenho, um lindo imaginar! 
Só sei mais uma coisa que adoro ter te comigo na minha alma, 
De resto os meus sonhos são assim, estou perdido na íris do teu olhar. 

Quandoosolreluz /acor

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Céu


Como não ver as coisas mais lógicas sem olhar ao pormenor e ver  assim o céu mais perto de nós (...) 
By. acor


sábado, 27 de julho de 2019

A vida





A vida escreveu mais um maravilhoso poema para ser visto, isto é poesia! tu és poesia! eu sou poesia! o universo é poesia! E eu posso versejar ela em raios de sol em mais um poema, tu és o pôr-do-sol   do meu olhar(...)

By.quandoachuvacai /acor

domingo, 21 de julho de 2019

Sombras











Tornei-me um ser tão observador que nem imaginam o que vejo mais para frente... Só fico admirada com a quantidade de pó de estrelas  que é preciso para se ver estas sombras ...

By.acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=344767 © Luso-Poemas

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Nuvem do tempo!











18.07.2019

Tudo o que é mecanizado e sem sentidos, 
Não é sentimental, pode ser a melhor criação 
de alguém com muitos sentimentos mas uma máquina não! 
Seremos trocados por criações, seremos só versos lidos? 

Serão as  nossas imperfeições o futuro  das máquinas perfeitas? 
Seremos isso tudo? Duvido não quero ser insensível a minha ilusão 
de entrar  na nuvem do tempo não quero não, não quero não 
Esquecer quem sou, esquecer cada sentimento que descobri! 

Sempre entro no tempo para saber
o que está a acontecer numa inspiração 
 o que não é tocável mas posso compreender, 
É se não foi dito como existe interpretação?

Porque penso tanto no que passou, ainda dói !? 
Se a meu ver só eu me importo,  só a mim é que dói? 
A mim  a dor  não passou talvez em outra hora
e não passou, e não passa porque não sei  deitar tempo  fora! 

O que passou, passou mas o que faço como isto? 
Se não poemas e mais poemas das minhas lembranças, 
Que já  são oceanos de palavras e gritos que ninguém ouve, 
Não sou uma máquina  perfeita, sou imperfeita  porque gosto de ti(…)

By. Quandoachuvacai /acor 

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=344712 © Luso-Poemas

terça-feira, 16 de julho de 2019

When you look at the moon



16.07.2019

The moon will be magnificent soon
When you look at the moon
You'll enter my magic world.

Where everything is possible in this book
I want your intense look.
Dreaming in my magic world. 

When you look at the moon! 
It's how I smile for you! 
When you look at the moon! 

The moon will be invisible
But your heart dreams for us.
I hope you can see it in the morning.

By.Quandoolhasalua

quinta-feira, 11 de julho de 2019

I drink a sip of love














11.07.2019

I appreciate an inspiring tea
flow rhymes! My soul is my sea,
And you belong to inspiration, 
You are the poem and all this sensation. 

I drink a sip more. Slowly. 
I dream more! I feel! 
I drink a sip of love! Slowly. Oh my sweet!
I write another rhyme In the curve on the street!

In the curve on thoughtful heart!
I think of you every day! Slowly. I write another rhyme. 
You are the inspiration of my art!
You are the reality of my heart all the time. 

I drink another sip of love. Slowly(…)

Quandoosolreluz /acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=344602 © Luso-Poemas

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Angels sing love!















10.07.2019

Love of my life, 
The heart and mind strife. 
Imagine a our beautiful song, 
The bell of love is strong! 

Angels sing love for us
Are you listening to my love?
It's magic to hear them in my heart, 
The beauty and the sign of the dove.

Sweetly kisses our soul, 
And by passion, 
You touch my soul
And I kiss your soul.

Love of my life
My heart sing love
Your mind are so beautiful, 
the dove takes you a kiss of mine.

Quandoosolreluz/acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=344592 ©
Luso-Poemas

Versos soltos para ti



08.07.2019

Olhei e caia pingos e raios de sol,
As lindas cores se formavam no céu
parecia pássaros coloridos a cantar na minha alma! E porque que sinto a vida assim?
Tão intenso!? 
Tão bonito?! Tão imenso este céu, este mar! 

Sabes sonhei e estavas como eu sei, 
Nossos olhos se tocaram e os teus olhos mudaram de cor, 
E ficaram azuis isto tudo para dizer que teu olhar
não é da cor do mar mas eu entrei e perdi-me nesse mar(…)

Teus olhos não são azuis, feliz sou, pois é da tua alma que eu amo,
Já mesmo no silêncio és a melodia da meditação, és o “rock” do meu coração, 
És o meu sorriso quando estou a sorrir até és as lágrimas do meu choro(…) 
Não tenho a definição, não tenho mais, só a certeza que é amor verdadeiro!

Que o teu dia seja lindo e que seja sempre visível para ti o meu amor....

Quandoachuvacai/acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=344560 © Luso-Poemas

quinta-feira, 20 de junho de 2019

"Quando's de Amor"















No luar com essa mesma simplicidade(...)
Para que complicar o que é pensado, repensado e escrito decor!? 
Se tudo é natural quanto nos toca de verdade!? 
A chuva cai! O Sol reluz! A lua fica cheia! olha eu sou esses Quando’s” de amor! 

O sangue passa por todo meu corpo, 
Dado inspiração a minha vida! 
É por isso expresso o que sinto o que amo! 
Será que já Sabes o quanto(...)? 

O sol nasceu com o cantar da chuva, era a minha causa! 
Fiz uma pausa. Depois mais uma pausa. viste a lua? Viste o sol e a chuva? O que sentes? 
E escrevi no ar como é natural amar ! 
E um dia, eu disse-te baixinho (…)mas não ouviste! 

Vou começar sem quer acabar(...) 
Olhar o céu e pensar em ti! 
olhar na tua alma e ler-te, pausadamente ! 
Olhar nos teus olhos e dizer te assim(…) 

Tu és os meus “Quando’s” 
Serás sempre os meus “Quando’s"
Porque todos eles são por ti(…) 
Foi por ti que me dividi em tantos, foi por ti(…) 

Quero ser a tua inspiração com os meus “Quando’s” de amor! 
Acha-te em mim que eu perco me em ti(...) 
Se te chamo em poesia escuta-me como te chamo(…) 
Porque por ti eu sinto que sou esses “Quando’s” todos que te ama! 

By. acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=344334 © Luso-Poemas

sábado, 15 de junho de 2019

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Entre o dia e a noite o amor vencia!


Não foi há muito tempo que os via juntos nos céus 
a distâncias brutais mas magníficos no meu olhar, 
Parecendo próximos, parecendo se tocar, 
Sempre adorei essa magia, que toco nos versos meus! 

Acho que quando a lua chora eu vejo a chuva de estrelas, 
Não sei o tamanho sentimental deles mas posso imaginar, 
Também me emociono com já me emocionei uns dias destes, 
como ontem e antes de ontem mas ninguém viu estrelas cadentes no meu olhar! 

Eu não deixei, eu não deixarei... 
Mas agora isso não importa o quanto eu me emocionei, 
O quanto isso virou calma nesse pranto, 
Tudo acontece e canta no meu canto! 

O sol espreitava o dia todo para ver a lua dormir, 
Eram consecutivas ternuras e olhares repletos de emoções! 
O sol fechava as persianas para ouvir os anjos e as fadas... 
Eles era como duas linhas paralelas que se transformavam num abraço infinito! 

Quandoolhasalua/acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=344201 © Luso-Poemas

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Explica-lhe


27.05.2019

Explica-lhe a minha voz silênciosa 
quando não tiver no tempo certo, 
Explica-lhe o que não sei dizer, perto! 

Explica-lhe somente o abstrato que assim fiz, 
Explica-lhe o que não pedi! o mar e
o céu assim tão lindo, diz-lhe! 
para deixar explicar meus suspiros tão estranhos!

Explica-lhe quando o riso sorrir que é o mais lindo que vi, 
Explica-lhe quando os pulmões se encher de ar e soprar, 
eu estarei pensando positivo para tudo o que mais amo! 

Explica-lhe o sorriso num olhar e tudo que seja mais claro, 
Que a luz do meu sol ilumine as pétalas de flores
e que assim seja... o caminho entre milhares de olhares…

Quandoachuvacai/acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=343928 © Luso-Poemas

domingo, 12 de maio de 2019

O caminho de Pétalas


12.05.2019

Olhei o dia e estava como estava ! 
E eu atenta a ver tudo o que acontecia, 
Os passos, o caminho, os versos  que eu amava! 
ora chovia , ora fazia sol, era  o que apetecia! 

O céu estava divino e eu por encanto olhava as nuvens, 
Olhava a vegetação, a terra, as flores! era profundo! 
Eu sorrio porque  tenho a caneta e tenho todas essas  viagens! 
E escrevo atenta mesmo parecendo noutro mundo! 

Olho tudo sentindo como se deve sentir, 
E escondido na pedra mais simples o musgo a destacava, nesses passos! 
As vezes é só preciso sentir nossos passos! 
E a alma se encontra na atenção  da vida! 

As vezes é só o espaço, é só o tempo,a mente... 
O caminho. o trilho que ando, que piso, que vejo... amor!
Caminho  o meu trilho como faço naturalmente, 
E vejo um  irónico trilho de pétalas daquela cor… 

E nas entrelinhas há tantas linhas que tu não lês! 
A tantas linhas não lidas, a tantas linhas 
que não precisam de ser lidas mas somente sentidas! 
Sentidas na atenção das entrelinhas da vida! 

Quandoachuvacai /Quandoosolreluz-acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=343689 © Luso-Poemas

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Se eu dissesse...



16/11/2017

Essa parte final não tocou bem na alma,
Não teria que tocar pois não, não tinha!? 
Não te importes tanto com o que dizem,
Isto é rápido como uma corrida calma...

E se correr e sentir a vida de olhos fechados, 
Sem luzes,uma corrida inconsequente,
Sentiras o vento tocar teu rosto,o frio , a chuva, o sol, 
O sal correndo o teu corpo, essa endorfina viciante.

Os pássaros a cantar serodiamente ensopados, 
Passas e ouves o vento, os pássaros,a musica, 
Os sinos da igreja , essa poesia da vida, e tu sempre comigo, 
sempre comigo, estampado no meu rosto! 

Sempre tão perfeito,desenhado no meu rosto, 
O se eu dissesse,se eu dissesse que quando me vês sorrir! 
O motivo és tu, o motivo és tu,o motivo és tu! 
E sendo eu assim como a chuva,sei que rasgo o teu sorriso por insistir! 

Quandoachuvacai/acor


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=330272 © Luso-Poemas

sábado, 27 de abril de 2019

Riso



24.04.2019

A minha distração preferida é pensar em ti, 
E ficou remoendo no assunto a pensar em ti,
E caio por ti , sorrio por ti e faço de ti o meu segredo, 
Chegas de manhã sempre tão cedo... 
Entras no meu pensamento e nem sabes sair... 
Exageras sempre e rapidamente entras nos meus sonhos... 
Fazes-me sorrir e revelo que te vi sorrindo ao contrário (:
Sim o teu sorriso ria ao contrário e na correnteza do rio
eu fui atrás e também ria, eu ria, nós riamos... 
E foi só isso, nós ríamos muito e só nós sabíamos 
que bem no fim do rio, o riso era só nosso... :) (:

Quandoachuvacai/acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=343403 © Luso-Poemas

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Solto ao ar as palavras e deixo as em ti!




Aquele dia,aqueles dias, hoje falo de dia, 
Onde a melodia é mais melodiosa, 
Onde a alma voa à todo o momento, 
Uma música toca, tu e eu e mescla 
com o vento! 

Nós sabemos, nós sabemos, 
Vamos sorrir com a alma no coração, 
Fechar os olhos e falar de conexão, 
Solto ao ar as palavras e deixo as em ti…

Somos isso tudo que pensamos ser, seres! 
Como o que eu mais amo, faz-me ser quem sou, 
E como eu sou, amo o que sou e o que mais amo, 
e o amor é para amar, e é puro amar-te assim… 

Solto ao ar as palavras e deixo as em ti... 

Quandoachuvacai/acor

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=343316 © Luso-Poemas